1º de maio

Festa do Trabalhador reúne mais de 70 mil pessoas no Campo Grande

A festa de 1º de maio, promovida pela Força Sindical em parceria com a Prefeitura de Campinas, reuniu mais de 70 mil trabalhadores na região do Campo Grande. As diretoras do SEAAC Campinas e Região, Elizabete Prataviera, presidente e Luciana P. Franco, secretária geral e a suplente de diretoria, Anna Carolina Delfino Hipólito de Moraes, participaram do evento.
O evento, realizado na Praça João Amazonas, começou ao meio-dia com apresentações de grupos locais, bandas de pagode e duplas sertanejas. Artistas consagrados, como Belo, Art Popular, Banda Pollo, Cezar e Paulinho, Mato Grosso e Matias e Melanina Carioca, também marcaram presença. Os sorteios, que deram aos participantes dois carros 0Km, três motos e diversos outros prêmios animaram ainda mais a população, que compareceu em grande número, superando todas as expectativas. 
A programação contou ainda com o espetáculo “Em busca da Triple Volta”, dos Irmãos Sabatino, com trapezistas voadores e a subida de um balão com performances acrobáticas.
“Foi uma festa que superou nossas expectativas de público. Sabemos que é isso que o povo precisa e quer. São eventos na periferia da cidade e bem organizados que fazem a diferença e a alegria de todos”, afirmou o secretário de Trabalho e Renda, Jairson Canário, que destacou a decisão do prefeito de levar a festa para a região. “No ano passado, a festa realizada no Centro atraiu 20 mil pessoas. Nesse ano, aqui no Campo Grande, foram 70 mil pessoas. O prefeito acertou em trazer esse evento para cá”, enfatizou Canário.
O sucesso do evento também foi comemorado pela equipe da Força Sindical. “Preparamos o evento de 1º de maio em Campinas com bastante antecedência e com muita dedicação. Queríamos oferecer uma festa à altura do trabalhador de Campinas e conseguimos. A Praça João Amazonas comporta 70 mil pessoas e estava lotada. Foi uma festa de sucesso”, comemorou o Coordenador da Força Sindical Campinas, Paulo Ritz.
Apesar do número de participantes, não houve registro de nenhum incidente. Para garantir a segurança da população, 70 policiais militares participaram da operação, além de 60 guardas municipais, 80 seguranças particulares e 20 homens do Corpo de Bombeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.