Dissídio Coletivo

Categorias que tiveram dissídio instaurado devem seguir piso salarial de consenso

 

O SEAAC de Campinas e Região está oficiando os Sindicatos Patronais e as empresas das categorias de Arquitetura e Engenharia Consultiva, de Corretores de Imóveis, de Comissários e Consignatários, de Sociedade de Fomento Mercantil, Administradoras de Consórcios, de Contabilidade e Assessoramento, de Cobrança e Recuperação de Crédito e de Sociedades de Advogados e Advogados autônomos a respeito dos pisos salariais vigentes.

 

Como em todas estas categorias não houve assinatura de convenção coletiva de trabalho e foi aberto Processo de Dissídio Coletivo, alguns sindicatos ainda estão em dúvida em relação a qual piso salarial deva ser aplicado para os trabalhadores.

 

Entendemos que o piso a ser aplicado é o que foi apresentado como proposta pelos sindicatos junto à DRT ou no Tribunal. Na maioria dos casos a cláusula em que há divergência não é o valor do piso salarial, mas sim o valor de vale-refeição e outros itens como a quebra de caixa.

 

Para que as empresas não continuem praticando pisos inferiores ao acordado e possam a vir ser cobradas judicialmente, passamos o valor dos pisos das categorias que se encontram em dissídio coletivo, e que foi fruto da última proposta apresentada pelo setor patronal.

 

São estes os pisos:

Data-Base Maio

Arquitetura e Engenharia Consultiva

a) Administrativos e outros cargos: R$ 1.248,50

b) Auxiliares (exceto administrativos e/ou de escritórios) e ajudantes em geral, contínuos, office-boys, mensageiros internos e externos, copeiros, faxineiros, porteiros e vigilantes em empresas com mais de 10 empregados: R$ 1.069,20

c) Auxiliares (exceto administrativos e/ou de escritórios) e ajudantes em geral, contínuos, office-boys, mensageiros internos e externos, copeiros, faxineiros, porteiros e vigilantes em empresas com até 10 empregados: R$ 969,10

 

Corretores de Imóveis

a) Office-boy, faxineiro e copeiro: R$ 622,00 (valor de ingresso)

b) Demais funções: R$ 913,40

 

Comissários e Consignatários

Piso: R$ 705,00

 

Data-Base Julho

Sociedades de Fomento Mercantil (Factoring)

a) Empregados em geral: R$ 783,00

b) Empregados ocupados em serviço de limpeza e que exerçam a função de office-boy: R$ 685,00

 

Data-Base Agosto

Administradoras de Consórcios

a) Para empregados contratado como office-boy: R$ 750,82

b) Para os demais integrantes da categoria: R$ 990,45

 

Contabilidade/Assessoramento/Advogados Autônomos

a) R$ 808,00

b) R$ 865,00

 

Cobrança e Recuperação de Crédito

a) Para empregados de oito horas: R$ 796,80

b) Para gerentes: R$ 1.594,00

 

Sociedades de Advogados

Piso: R$ 831,00

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.