Notícias Seaac

Mesa Redonda na DRT força Funcamp a apresentar proposta de reajuste: dia 22 tem nova audiência

A Funcamp – Fundação de Desenvolvimento da Unicamp – terá que apresentar no dia 22 de fevereiro, uma proposta de reajuste escalonado para os trabalhadores. A determinação foi feita durante a Mesa Redonda na DRT, ocorrida nesta quinta-feira, dia 15, a pedido da presidente do SEAAC Campinas e Região, Elizabete Prataviera. A audiência teve participação de representantes da Funcamp e do Hospital das Clinicas da Unicamp. A presidente do SEAAC Campinas informou que até o momento a Funcamp vinha oferecendo reajuste zero, enquanto a Convenção Coletiva de Trabalho da categoria foi assinada no ano passado com 3,08% de reajuste e demais benefícios.

A Funcamp culpou a crise financeira do país e a falta de reajuste do SUS para justificar sua intransigência, mas depois de muitos debates o mediador da DRT propôs reajuste escalonado, um artifício que o SEAAC não aprova. Uma nova Mesa Redonda foi marcada para o dia 22 de fevereiro, quando a Fundação deverá apresentar a proposta, assim como a lista de trabalhadores em cada faixa salarial, e os percentuais de reajuste a serem aplicados. O SEAAC condicionou a discussão da proposta em assembleia, ao oferecimento de uma contrapartida para os trabalhadores que tiverem perdas em relação à inflação.

Entenda o processo
A data base dos trabalhadores e trabalhadoras da Fundação da Unicamp foi em 1º de agosto e até agora os representantes da Funcamp só ofereciam zero de reajuste. Mais uma vez os gestores da Fundação mostraram descaso e desrespeito para com os funcionários que atuam nas mais diversas áreas da Universidade. Desde 15 de setembro do ano passado os representantes não fizeram mais nenhuma proposta para assinar o Acordo Coletivo. A única garantia foi a manutenção de todas as cláusulas do atual Acordo até que seja assinada o ACT com a Funcamp.

Trabalhador, trabalhadora, o SEAAC Campinas reforça a necessidade de se manterem mobilizados e atentos para pressionarmos a Funcamp a apresentar uma proposta decente de reajuste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *