Artigos de menuUltimas notícias

Novo salário mínimo e faixa de isenção do IR são sancionados por Lula

Centrais sindicais participam da sanção que inclui a atualização da faixa de isenção do Imposto de Renda para 13 milhões de brasileiros que ganham até R$ 2.640 por mês

Centrais participam da sanção presidencial do reajuste do mínimo
Crédito: André Oliveira

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta segunda-feira (28) a lei que aumenta o novo salário mínimo 2023 para R$ 1.320 no país. 

A nova legislação, aprovada pelo Congresso Nacional na semana passada, também recria a política de valorização do novo salário mínimo e estabelece uma nova faixa de isenção do Imposto de Renda (IR).

Após mais de 7 anos  de defasagem contínua, a atualização da tabela do IR 13 milhões de brasileiros que ganham até R$ 2.640 por mês.

Antes, a isenção estava fixada em 1.903 reais. Até o final do mandato do governo Lula, a isenção do IR será para todos aqueles que ganham até R$ 5 mil mensais.

O presidente da Força Sindical, Miguel Torres, outros dirigentes da Central e representantes das demais centrais sindicais participaram do ato que também estende a faixa de isenção do Imposto de Renda para 

A retomada da política permanente de aumento real ao salário mínimo representa uma vitória do movimento sindical brasileiro, beneficiando mais de 31,3 milhões de cidadãos e cidadãs do Brasil, segundo análise do DIEESE.

“Um avanço e importante vitória da classe trabalhadora que trará mais dignidade aos que dependem do salário mínimo e vai impactar positivamente na economia do País”, afirma Miguel que é também presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Mogi e região.

Centrais participam da sanção presidencial do reajuste do mínimo
Crédito: André Oliveira

Propostas das centrais 

Estas reivindicações são propostas do movimento sindical unificado. Sempre lembrando que as Marchas da Classe Trabalhadora, as Conclats de 2010 e 2022, os eventos do Primeiro de Maio e todas as mobilizações nas portas de fábrica foram e são fundamentais por estas conquistas.

“Nos últimos anos não houve aumento real do mínimo e nem a atualização da isenção do IR. Estamos cumprindo nossos compromissos de campanha”, afirmou o presidente Lula.

Novidade

Também foi criado um Grupo de Trabalho para a instalação da Convenção 151 da OIT que garante a negociação coletiva para o funcionalismo público.

Fonte: Força Sindical

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *