Artigos de menuUltimas notícias

Parada LGBT+, no próximo domingo, vai cobrar políticas sociais ‘por inteiro’

Evento, em sua 27ª edição, começa às 10h na Avenida Paulista. Daniela Mercury e vários outros artistas participam

Reprodução
Entre os artistas confirmados, estão Filipe Catto, Laura Finochiaro, Pablo Vittar e Daniela Mercury. Serão, no total, 19 trios passando pela Paulista – Reprodução

Marcada para o próximo domingo (11), na Avenida Paulista, a 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, divulgou sua programação para o evento deste ano, que começa às 10h. O tema será Queremos Políticas Sociais Para LGBT+ por inteiro e não pela metade. (Leia aqui o manifesto.)

“Chegou a hora de a Parada ser um instrumento para evidenciar os diversos dilemas vividos pela população LGBT+, que se encontra em situação de rua, com a falta de moradia e empregos, pobreza e exclusão social”, afirma a presidenta da Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (ApoLGBT-SP), Cláudia Garcia. Segundo ela, a escolha do tema reforça a defesa de direitos para pessoas em vulnerabilidade social.

Artistas e homenagens

Com o apoio da lei de incentivo fiscal Proac ICMS (Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo) e apoio institucional da prefeitura, o evento conta com patrocínio de diversas marcas. Entre os artistas confirmados, estão Filipe Catto, Laura Finochiaro, Pablo Vittar e Daniela Mercury. Serão, no total, 19 trios passando pela Paulista.

A organização também programou um flashMob em homenagem a Kaká Di Polly. Drag queens se deitarão na avenida à frente do primeiro trio. A artista ficou conhecida por esse gesto, em 1997, para permitir a passagem dos integrantes da Parada. Ícone do movimento, ela morreu em janeiro.

Luta contra a aids

Na edição deste ano, haverá uma área elevada para pessoas com mobilidade reduzida e cadeirantes. “Somado a isso, haverá o cordeamento para pessoas com deficiência poderem acompanhar a marcha”, informam os responsáveis pelo evento. Além disso, está prevista a estreia do trio com ONGs do movimento de luta contra a aids, em homenagem ao ativista argentino e professor Jorge Beloqui, que morreu em março.

Antes, na próxima quinta-feira (8), a partir das 10h, o Memorial da América Latina, na Barra Funda, zona oeste, recebe a22ª Feira Cultural da Diversidade LGBT+. A entrada é gratuita – é preciso fazer cadastro e retirar ingresso pelo site Sympla, neste link. Mais informações podem ser obtidas no site www.paradasp.org.br e nas redes sociais @paradasp.

Fonte: Rede Brasil Atual

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *