Prestação de serviços

Serviços e mostra de filmes marcam Semana do Trabalhador

Um café da manhã que reuniu sindicalistas, empresários, autoridades municipais e outras pessoas ligadas ao mundo do trabalho abriu, nesta quarta-feira, dia 2 de maio, as comemorações da Semana do Trabalhador em Campinas. A presidente do SEAAC de Campinas e Região, Elizabete Prataviera, acompanhada da secretária Geral do Sindicato, Luciana P. Franco, participaram do evento. A Semana do Trabalhador conta, ainda, com a disponibilização à população, no Largo do Rosário, dos serviços oferecidos pelo Centro Público da Apoio ao Trabalhador (CPAT).

 

As atividades da Semana do Trabalhador elaboradas pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda e Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência e Inclusão Social, incluem, ainda, a exibição de filmes que contam a trajetória de luta dos trabalhadores brasileiros, que serão apresentados na sala do CEPIR (Coordenadoria Especial de Promoção da Igualdade Racial), no CPAT (Avenida Campos Salles, 427, Centro – antigo Palácio da Mogiana).

 

Durante a exposição na abertura da Semana, o vice-prefeito e secretário de Trabalho e Renda, Francisco Soares de Souza, fez uma retrospectiva da luta sindical e dos avanços obtidos pelos trabalhadores brasileiros desde a década de 1930. “Depois de muita luta vemos hoje os trabalhadores brasileiros comemorarem o crescimento do emprego e as conquistas obtidas, enquanto na Europa o que se vê é o desemprego e protestos da classe trabalhadora”, destacou, lembrando que o sindicalismo no Brasil está na vanguarda das lutas.

 

Também durante a cerimônia de abertura, o presidente da Comissão Municipal de Emprego, Fernando Piffer, destacou a importância do trabalho do órgão, em conjunto com o CPAT, nas ações que visam qualificar trabalhadores para o mercado e intermediar a oferta de vagas de emprego na cidade.

 

Serviços

Os serviços do CPAT em comemoração à Semana do Trabalhador, disponibilizados no Largo do Rosário, são, entre outros, cadastro para vagas de emprego; elaboração de curriculum e emissão de carteira de Trabalho. A Casa do Empreendedor vai orientar e cadastrar informais e autônomos interessados em aderir ao programa Microempreendedor Individual (MEI), que garante a este segmento de trabalhadores, após a formalização, uma série de benefícios, entre eles os previdenciários e, ainda, a possibilidade de participar de venda de produtos ou de serviços para órgãos públicos.

 

CPAT

O CPAT compõe as ações do Sistema Público de Emprego, Trabalho e Renda e tem entre seus objetivos articular e integrar estratégias que garantam aos cidadãos uma rede de proteção social e apoio àqueles que procuram uma atividade ocupacional ou produtiva.

 

O Centro Público de Apoio ao Trabalhador de Campinas (CPAT) oferece um mecanismo de busca e de oferta de emprego: o “Portal MTE Mais Emprego”.

 

O “Portal MTE Mais Emprego” foi criado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e visa aproximar as políticas e emprego à sociedade brasileira, por meio da web, modernizando serviços e proporcionando agilidade e transparência na execução das ações de emprego.

 

No Portal é possível ao Empregador anunciar vagas de emprego gratuitamente, que estarão acessíveis aos trabalhadores através dos postos do CPAT e pela internet.

 

O Trabalhador também poderá realizar seu cadastramento através da internet ou, se preferir, através do comparecimento a um dos postos do CPAT. Para isso, é necessário ser maior de 14 anos, informar o e-mail e os seguintes documentos: CPF, RG, Carteira de Trabalho e PIS/PASEP/NIS/NIT.

 

Para garantir a segurança da informação, é necessária a realização de um pré-cadastro. O Portal enviará e-mail informando o login de acesso, para finalização do cadastro. Após a validação das informações prestadas, as funcionalidades de intermediação de mão de obra estarão acessíveis.

 

Com este novo mecanismo, o trabalhador poderá consultar e concorrer a vagas de empresas localizadas em outras regiões. O novo sistema possibilitará, também, o acompanhamento de todo o processo seletivo.

 

As facilidades que ele garante são estendidas também aos empregadores, que poderão cadastrar e atualizar dados, imprimir ou consultar currículos, inclusive de outras regiões e, entre outras, selecionar trabalhadores para entrevistas.

 

Endereço eletrônico para acesso: http://maisemprego.mte.gov.br.

 

Serviços ofertados

Atendimento ao trabalhador:

– Central de Vagas (Intermediação de mão de obra): Essa atividade consiste, basicamente, em orientar e processar informações do trabalhador que procura por emprego, buscando sua colocação no mercado formal de trabalho, através das vagas disponibilizadas pelos empregadores

– Qualificação Social e Profissional: Cursos de capacitação para o mercado de trabalho

– Casa do Empreendedor: Formalização e orientações aos pequenos/micro empreendedores

– Habilitação ao Seguro-Desemprego

– Emissão de Carteira de Trabalho

O CPAT também promove acesso ao microcrédito produtivo orientado, através do Banco Popular da Mulher, além de apoio técnico para iniciativas de Economia Solidária (cooperativismo e associativismo).

 

O espaço conta, ainda, com uma unidade do programa “Jovem.Com”, que possibilita o acesso e inclusão digital via auto-atendimento à população que busca serviços de acesso à internet, emissão de currículos, entre outros.

 

Endereços e horários de atendimento

Unidade Centro

Avenida Campos Salles, 427 – Centro

De 2ª. a 6ª. feira – Das 08h00 às 18h00 

Obs.: O atendimento na última 6ª. feira do mês é encerrado às 12h00

 

Unidade Ouro Verde

Terminal Hortoshopping

Rua Armando Frederico Renganeschi, 61 – Piso Superior – Box 12

De 2ª. a 6ª. feira – Das 08h00 às 17h00

Obs.: O atendimento na última 6ª. feira do mês é encerrado às 12h00

 

Mostra de filmes

Também para celebrar a Semana do Trabalhador, serão exibidos os clássicos “Si Puo Fare” (Dá para Fazer), “Germinal” e “Tempos Modernos”. “Lula, O Filho do Brasil”, “Eles Não Usam Black Tie”, e “Lixo Extraordinário” também começam a ser exibidos a partir desta quarta-feira (ver sinopse e programação abaixo).

 

A seleção dos filmes obedeceu a uma estratégia: a de que fosse focalizada a história da classe trabalhadora desde os primórdios da industrialização até o momento atual, no qual se torna cada vez mais importante a participação de grupos atuantes na chamada economia solidária no processo.

 

Programação

Dia 2 de maio (quarta-feira):

14h – Si Puo Fare (Dá para fazer) – Dirigido por Giulio Manfredonia, o principal personagem, Nelo, um sindicalista afastado de seu sindicato por suas ideias avançadas, se vê dirigindo uma cooperativa de doentes mentais, ex-pacientes dos manicômios fechados. Acreditando firmemente na dignidade do trabalho, ele convence os sócios a substituir as esmolas assistencialistas por trabalho de verdade, inventando, para cada um, uma atividade incrivelmente adaptada às respectivas capacidades, mas indo também de encontro às inevitáveis e humanas contradições. O tema, importante, é tratado com humor e delicadeza. Si Puo Fare é um clássico do cinema italiano.

 

16h– Germinal – Baseado no romance homônimo de Émile Zola, de 1881, o Germinal é dirigido por Claude Berri e foi rodado em 1993. O filme retrata o processo de gestação e maturação de movimentos grevistas e de uma atitude mais ofensiva por parte de trabalhadores das minas de carvão em relação à exploração por parte dos patrões, na França do século 19.

 

Dia 3 de maio (quinta-feira)

14h – Tempos Modernos – Em Tempos Modernos, de 1936, o gênio Charles Chaplin brinca com problemas não muito diferentes dos atuais: pobreza, desemprego, criminalidade, greves, intolerância política, desigualdade social, narcóticos e opressão das máquinas. Um trabalhador de uma fábrica (Chaplin) tem um colapso nervoso por trabalhar de forma quase escrava. É levado para um hospital, e quando retorna para a “vida normal”, para o barulho da cidade, encontra a fábrica já fechada. Vai em busca de outro destino, mas acaba se envolvendo numa confusão: ao ver uma jovem (Paulette) roubar um pão para comer, decide se entregar em seu lugar. Não dá certo, pois uma grã-fina tinha visto o que houve e entrega tudo. A prisão para ele parece ser o melhor local para se viver: tranquilo, seguro e entre amigos. Mesmo assim, os dois acabam escapando e vão tentar a vida de outra maneira. A amizade que surge entre os dois é bela, porém não os alimenta. Ele tem que arrumar um emprego rapidamente.

 

16h- Lula, O Filho do Brasil – Filme brasileiro de 2009, dirigido por Fábio Barreto, Lula, O Filho do Brasil, narra a história do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desde seu nascimento até a morte de sua mãe, Lindu, quando ele já era um líder sindical de 35 anos e estava preso pela ditadura militar. O filme mostra ainda toda a dificuldade e sofrimento enfrentados pela família de Lula.

 

Dia 4 de maio (sexta-feira):

14h– Eles Não Usam Black Tie – Na São Paulo dos anos 1980, o jovem operário Tião e sua namorada Maria decidem se casar ao saber que a moça está grávida. Ao mesmo tempo eclode um movimento grevista que divide a categoria metalúrgica. Preocupado com o casamento e temendo perder o emprego, Tião decide“furar” a greve, entrando em conflito com seu pai, Otávio, um velho militante sindical que passou três anos na cadeia durante o regime militar.

 

16h– Lixo Extraordinário – Filmado de agosto de 2007 a maio de2009, Lixo Extraordinário acompanha o trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá ele fotografa um grupo de catadores de recicláveis com o objetivo inicial de retratá- los. No entanto, o trabalho com esses personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando são sugeridos a reimaginar suas vidas fora daquele ambiente. Lixo Extraordinário, que concorreu ao Oscar de melhor documentário em 2011, foi dirigido por Lucy Walker Harley e João Jardim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.