Artigos de menuUltimas notícias

‘Queda no valor da cesta básica já ajuda famílias’, diz economista do Dieese

O preço da cesta básica caiu em 11 das 17 capitais brasileiras de abril para maio, é o que aponta a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos do Dieese, divulgada dia 6. De acordo com o levantamento, as maiores quedas ocorreram em Brasília (-1,90%), onde o valor chegou a R$ R$ 703,43, e em Campo Grande ficou em R$ 724,09 (-1,85%).

Patrícia Costa, técnica do Dieese, avalia que a queda nos preços de alimentos explica o resultado. A economista destaque que a carne de primeira, que tem um peso grande na mesa do brasileiro, foi quem mais influênciou nessa queda. “Os brasileiros têm encontrado os alimentos mais baratos nas prateleiras. Devido a queda na demanda e no valor dos insumos, como o milho o preço da carne baixou para o consumidor final eisso interfere consideravelmente no resultado”, afirma Patrícia.

De acordo com o levantamento do Dieese, São Paulo foi a capital onde o conjunto dos alimentos apresentou o maior custo, R$ 791,82 e, com base nesse valor, o Dieese estima que o valor do salário mínimo necessário para as despesas básicas de uma família seria de R$ 6.652,09. Este valor é mais de cinco vezes o valor do atual salário mínimo de R$ R$ 1.320,00.

Para a economista, a tendência é que este cenário melhore. “Vivemos um momento de reestruturação com um governo que tem um olhar sensível a essa questão. Medidas e políticas adotadas voltadas para a agricultura e pecuária, ainda vão demora um pouco pra surtir efeito. Mas estamos no rumo certo”, afirma.

A técnica do Dieese alerta que, apesar de novo cenário, a situação precisa melhorar muito. “Durante quatro anos enfrentamos uma situação difícil, mas essa queda no preço dos alimentos ajuda e dá um fôlego para os trabalhadores e suas famílias”, finaliza Patrícia Costa.

Clique aqui e confira Pesquisa completa.

Fonte: Rádio Peão Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *