Salário de juízes do Tribunal de Justiça de Pernambuco varia de R$ 300 mil a R$ 1,2 milhão

O auxílio-moradia de R$ 4,7 mil para juízes com casa própria acabou. Parecia que as coisas iriam entrar nos eixos. Mas o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ-PE) pagou em novembro deste ano de 2019 salários para juízes (mais benefícios) que variam de R$ 300 mil a R$ 1,2 milhão. Esses são os 20 maiores salários. Mas a média de 53 desembargadores é de R$ 200 mil no mês de novembro.

A campeã de rendimentos foi a juíza Marylusia Pereira Feitosa de Araújo, que atua na vara de violência contra a mulher. Ela recebeu R$ 1.298.550,56, segundo dados do próprio Tribunal de Justiça de Pernambuco, revelados por reportagem da Folha de S Paulo. O salário base da magistrada é de R$ 33.689,11 e o restante são “vantagens eventuais”.

Na realidade, não se deve falar salário de R$ 1,2 milhão porque seria inconstitucional, mas salário + adicionais. A reportagem anota ainda que folha de pagamento do tribunal mostra que 77,3% dos desembargadores receberam neste mês acima de R$ 100 mil líquidos.

A festa dos salários inclui “abono constitucional de um terço das férias, indenização de férias, antecipação de férias, gratificação natalina, antecipação de gratificação natalina, serviços extraordinários, substituição, pagamentos retroativos, além de outras desta natureza”.

O presidente do TJ-PE, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, foi o 20º magistrado com maior rendimento. Ele obteve R$ 331.100 líquidos em novembro.

Veja os vinte maiores e exorbitantes rendimentos líquidos de novembro:
R$ 853.002,43 Marylusia Pereira Feitosa de Araújo (juíza da capital)
R$ 695.742,49 Fausto de Castro Campos (desembargador)
R$ 506.709,61 João José Rocha Targino (juiz lotado na assessoria da presidência)
R$ 487.928,58 Janduhy Finizola da Cunha Filho (juiz da corregedoria auxiliar extrajudicial)
R$ 458.128,15 Demócrito Ramos Reinaldo Filho (desembargador)
R$ 424.353,76 Leopoldo de Arruda Raposo (desembargador)
R$ 421.538,29 José Ivo de Paula Guimarães (desembargador)
R$ 403.532,10 Saulo Fabianne de Melo Ferreira (juiz da capital)
R$ 397.284,69 Antônio Carlos Alves da Silva (desembargador)
R$ 381.698,18 Fábio Eugênio Dantas de Oliveira Lima (desembargador)
R$ 374.936,70 Francisco José dos Anjos B de Mello (desembargador)
R$ 357.744,07 Bartolomeu Bueno de Freitas Morais (desembargador)
R$ 347.854,99 Abner Apolinário da Silva (juiz da 4º Vara do Tribunal do Júri da capital)
R$ 345.302,66 Fernando Cerqueira Norberto dos Santos (desembargador)
R$ 344.652 Karina Albuquerque Aragão de Amorim (juíza da capital)
R$ 340.131,91 Marcos Antionio Tenorio (juiz na cidade de Pesqueira)
R$ 338.966,99 Silvio Romero Beltrão (juiz lotado na assessoria especial da presidência)
R$ 338.065,87 José Fernandes de Lemos (desembargador)
R$ 337.284,71 Jovaldo Nunes Gomes (desembargador)
R$ 331.100,89 Adalberto de Oliveira Melo (desembargador e presidente do TJ-PE)

Fonte: Carta Campinas/Folha de S.Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.