Trabalhadores do setor farmacêutico conquistam acordo inédito para regulamentar teletrabalho

A Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas no Estado de SP (Fequimfar) e o Sindusfarma (Sindicato patronal) assinam nesta quarta (14) acordo de trabalho aos empregados em regime de home office ou trabalho remoto. A negociação preserva direitos em Convenção Coletiva da categoria.

Diante da pandemia do novo coronavírus, os trabalhadores tiveram que alterar suas rotinas como forma de promover o distanciamento social e a adoção de regimes de trabalho remoto que já apontava no setor foi intensificada.

O teletrabalho na indústria farmacêutica no Estado  de São Paulo varia entre 10,8% (serviços administrativos) e 33,9% (serviços administrativos, profissionais das ciências, dirigentes e diretores).

Segundo Sérgio Luiz Leite, o Serginho, presidente da Fequimfar, mais uma vez, os químicos da Força Sindical fazem história e garantem importante vitória aos trabalhadores do setor farmacêutico.

Proteção – “Esse Acordo protege todos os trabalhadores em modalidade de trabalho remoto e home office e garante os mesmos direitos dos demais trabalhadores do setor. As orientações abrangem a organização do trabalho, a saúde e segurança, jornada, entre outros”, ele afirma.

Entre as garantias estão a oferta de cursos aos funcionários inseridos no trabalho remoto, e o fornecimento de equipamentos para o desempenho dda função, ambos por conta do empregador. Além disso, será criado um Grupo de Trabalho bipartite pra avançar nos estudos sobre o tema.

Mais – Acesse o site da Fequimfar.

Fonte: Agência Sindical

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.