Líder do MTST: Ocupação na Bolsa foi grito pelo preço da comida e do gás

Uma das representantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), Debora Lima, afirmou, em entrevista ao UOL News da noite de hoje, que a ocupação da B3, sede da Bolsa de Valores brasileira, localizada no centro de São Paulo, foi um grito pelo preço da comida e do gás. Segundo ela, o objetivo do ato era denunciar o que vem acontecendo no país, como a fome.

“Escolhemos a Bolsa de Valores porque é justamente lá que está a minoria dos bilionários, que durante esse último ano dobrou. É um grito que está engasgado na boca de vários brasileiros que vão ao mercado comprar arroz e feijão e está caro, a mistura que faz tempo que não faz parte do cardápio dos brasileiros. É um grito que está engasgado [pelo] preço do gás que está muito alto”, disse Debora.

De acordo com a ativista, a ação também serviu para denunciar o descaso do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e do ministro da Economia, Paulo Guedes, que priorizam os empresários e deixam o restante da população sofrendo.

“Acreditamos que conseguimos dar o recado, foi um ato pacífico, bastante positivo. Demos a nossa mensagem, a mensagem de milhares de brasileiros que estão passando fome. Se eles [Bolsonaro e Guedes] não mudarem o modo de governar, cada vez mais a população vai se empoderar para reverter essa situação.”

Fonte: UOL Economia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.