Projeto ajuda pessoas em situação de rua em PE e as reintegra ao mercado

Pessoas em situação de rua em Recife (PE) estão sendo ajudadas por um projeto para que recomecem a vida e sejam reinseridas no mercado do trabalho. O Reintegra foi lançado no ano passado, no início da pandemia, pelo diretor industrial Rodrigo do Vale.

Com 90 voluntários, o projeto ajuda pessoas a se reerguerem e também oferece comida e atendimento médico nas ruas da cidade. Seis assistidos já foram reinseridos no mercado de trabalho. O primeiro foi Edmilson Lopes de Lima, de 57 anos, um trabalhador e pai de família que por conta de dificuldades financeiras foi morar na rua — até que Gustavo o chamou para trabalhar com ele na indústria que mantém.

“Tiramos Edmilson da rua, arrumamos o emprego, compramos uma casinha para ele, reformamos e a entregamos agora em outubro. Em um ano, a vida dele mudou completamente”, conta.

Edmilson confirma a Ecoa que sua vida, hoje, é completamente diferente daquela perambulando pelas ruas. “Mudou da água para o vinho”, diz. “Eu antes só tinha uma mochila, onde carregava meus sonhos. Hoje moro em uma casa com minha filha [de 13 anos]”, conta.

Seleção

Gustavo conta que a experiência com Edmilson foi uma espécie de divisor de águas para compreender melhor seu público-alvo e estruturar sua seleção. “Quando conhecemos nas nossas rondas alguma pessoa que queira sair daquela situação, que manifesta a vontade de buscar algo, eu realizo uma entrevista informal, buscando colher algumas informações. Se for um perfil compatível com o que buscamos, chamamos os voluntários que são da área de psicologia para realizar uma avaliação mais profunda”, completa.

Ele afirma que muitas pessoas que estão naquela situação podem, sim, ser reinseridas com sucesso no mercado. “Aqueles que resgatamos possuíam um histórico profissional, mas por diversos fatores foram parar nessa situação. O desemprego é o principal”, conta ele.

Outras ações

Além da atuação para devolvê-los ao mercado de trabalho, o Reintegra também leva café da manhã, de segunda a quinta-feira, para pessoas em situação de rua em Recife. “E temos o Reintegra Saúde: juntamos um grupo de médicos e profissionais da área para realizar, uma vez no mês, atendimentos nas ruas”, afirma.

Gustavo acredita que programas sociais — como era o Bolsa Família e o atual Auxílio Brasil — ajudam, mas não resolvem os problemas de quem mora na rua. “Nenhuma ferramenta de apoio será totalmente eficiente se não houver um trabalho que atue em paralelo na causa raiz”, diz.

Nesse cenário, Gustavo admite que nem sempre oferecer um emprego é a solução para aquela pessoa. “O contexto de rua é muito forte: essa pessoa passou por traumas, por situações difíceis, muitas vezes por violências físicas e sexuais. É necessário que o estado atue de forma mais direta, com mais pontos de apoio, mais conselheiros tutelares, mais assistentes sociais, psicólogos. E mais incentivos a ONGs e projetos sociais.”

Como ajudar

Para ajudar o projeto é possível entrar em contato pelo perfil do Instagram. Doações em dinheiro podem ser feitas pelo Pix (Chave CPF): 05286779425.

Fonte: Ecoa/UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.