Unegro e ouvidor da Polícia pedem esclarecimentos sobre vendedor agredido no centro de SP

Mesmo após ser agredido por policiais militares na região central de São Paulo (SP), o vendedor autônomo Geová de Oliveira Lima, de 48 anos, ainda terá que responder por dano ao patrimônio por danificar o para-brisa de um veículo da Prefeitura de São Paulo.

A brutal ação de fiscais da prefeitura com apoio de policiais militares no centro da cidade foi registrada em vídeo e viralizou nas redes sociais.

O caso ocorreu na última sexta-feira (15), na rua Direita, na altura do número 132, na região central da capital paulista, onde há um intenso fluxo de ambulantes.

Durante o vídeo, a companheira de Lima apela aos policiais que o soltem. “Ele não está respirando. Gente, eles estão matando meu marido. Ele não está conseguindo respirar. Ele está sangrando.”

Unegro

Em nota a União de Negros pela Igualdade (UNEGRO) afirmou que é “Consternante saber que em dias tão difíceis de desigualdade e de desemprego, desamparo politico social e aumento da infindáveis violações, este seja o cenário de mais um trabalhador irregular sim mas que devia ter sido tratado com mais respeito”. Leia a nota:

Sobre o caso do ambulante asfixiado por polícias na rua Direita em São Paulo.

A Unegro recebeu denúncia e contatou os setores competentes para as devidas averiguações e procedimentos sobre a ação brutal.

Consternante saber que em dias tão difíceis de desigualdade e de desemprego, desamparo politico social e aumento da infindáveis violações, este seja o cenário de mais um trabalhador irregular sim mas que devia ter sido tratado com mais respeito.

De qualquer forma somos uma entidade do movimento negro com mais de 30 anos de história e não admitimos estas ações.

Enfim acionamos a Ouvidoria na figura do Sr. Elizeu Lopes que prontamente averigou o caso e encaminhou dentro da sua função o prosseguimento de averiguação.

Também foi acionado o CPDCN Conselho Estadual da Comunidade Negra que também esta monitorando e acompanhando o caso junto aos órgãos de competência.

Ouvidoria

Nesta quarta (20), o ouvidor da Polícia, Elizeu Soares Lopes, encaminhou à corregedoria da Polícia Militar um pedido de esclarecimento sobre os procedimentos instaurados com relação à ocorrência em que um “homem identificado como Geova de Oliveira Lima aparece em vídeo sendo imobilizado e aparentemente agredido por policiais militares que faziam atividade delegada”.

Fonte: Rádio Peão Brasil/com informações de Brasil de Fato e Unegro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.