Vereadores de Campinas debatem volta às aulas sem vacinar professores e funcionários

A Comissão de Educação e Esporte da Câmara Municipal realiza sua primeira reunião nessa segunda-feira, 22, às 09h30 recebendo o secretário de educação de Campinas José Tadeu Jorge. No debate, os vereadores querem saber como será a reabertura das escolas e a volta às aulas presenciais na cidade sem vacinação de professores e funcionários da educação. Até o momento, a Prefeitura de Campinas não definiu os funcionários da Educação como prioritários.

(foto arq. – pmc – div)

Na reunião, que terá também na mesa a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, terá a presença também de Rodrigo Augusto Oliveira, promotor da Vara da Infância e Juventude de Campinas e de Clarrisa Schinestsck, procuradora do Ministério Público do Trabalho.

O debate irá incluir as três redes da educação: municipal, estadual e privada. As últimas duas já retornaram às aulas presenciais e já registraram casos positivos de coronavírus entre professoras, funcionários e alunos. Anunciada para o início do próximo mês, a volta às aulas presenciais na rede municipal ainda gera muitos questionamentos, ainda mais com a notícia divulgada esta semana de que 97% dos leitos do SUS em Campinas estão ocupados. No último registro, 1.801 pessoas já morreram na cidade em decorrência da Covid-19.

“Queremos saber do secretário quais as medidas tomadas para essa reabertura respeitando a saúde de todos os envolvidos na escola. Não podemos correr riscos nesse momento preocupante da pandemia”, afirmou o presidente da Comissão de Educação e Esporte vereador Gustavo Petta (PCdoB).

A reunião também irá contar com a presença do Fórum Municipal de Educação, Coletivo de Educadores de Campinas, Sindicato dos Professores de Campinas e Região, Sindicato Professores do ensino Oficial do Estado de São Paulo, Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público de Campinas, União dos Estudantes Secundaristas de Campinas e Associação de Mulheres e Mães Desempregadas.

O público pode acompanhar o debate através da TV Câmara (Canal 11.3 digital, canal 9 Vivo Turbo e canal 4 da NET) e pode participar através do e-mail [email protected] e do whatsapp 19 97829-3776.

Paralelamente à reunião, o vereador Gustavo Petta segue colhendo assinaturas para um abaixo-assinado que será entregue ao prefeito Dário Saadi (Republicanos) e ao governador João Dória (PSDB) pedindo que trabalhadoras e trabalhadores da educação sejam incluídos no plano de vacinação de covid-19. Em poucos dias, o documento já conta com mais de cinco mil assinaturas.

Atualmente há um aumento na taxa de transmissão do novo coronavírus em Campinas. A Secretaria Municipal de Saúde começa a investigar se esse crescimento ocorre em função de transmissão local da variante amazonense do novo coronavírus, a P1, que é considerada mais infecciosa. O Instituto Adolfo Lutz fará o sequenciamento genético do coronavírus em pacientes graves, em menores de 40 anos e em casos de reinfecção em Campinas.

Fonte: Carta Campinas/com informações de divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.