Ultimas notícias

Eleições 2010

Os trabalhadores que atuaram como mesários nas eleições de 3 de outubro terão direito a dois dias de folga para cada dia trabalhado e também para cada dia de treinamento – realizados em agosto e setembro. É o que prevê a lei é a 9504/07 do TSE. Os dias de folga poderão ser negociados livremente com o patrão.

 

Quem trabalhou em 3 de outubro ou vai trabalhar em 31 de outubro como mesário ganha auxílio-alimentação, um certificado de serviços prestados à Justiça Eleitoral e preferência no desempate em concursos públicos que tenham essa previsão no edital.

 

O estado de São Paulo é o que teve maior número de mesários, 459.105. O benefício das folgas voltará a ser concedido para quem trabalhar no segundo turno das eleições, marcado para dia 31 de outubro.

 

Escolha
Segundo o TRE-SP, os mesários são escolhidos preferencialmente entre os eleitores da própria seção eleitoral, e dentre eles, os que têm nível superior, os professores e os servidores da Justiça.

 

Quem for convocado tem o prazo cinco dias para contestar o chamado junto ao juiz eleitoral, a partir do seu recebimento. O trabalho é obrigatório e a dispensa só ocorre em casos excepcionais, mediante apreciação do juiz eleitoral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *