Artigos de menuUltimas notícias

Freira fica meses sem pagar conta de luz após ‘milagre da reciclagem’

Um projeto de uma distribuidora de energia elétrica que opera em São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará concede desconto na conta de luz a consumidores que contribuam para recolher e destinar à reciclagem adequada resíduos como papel, plástico, metal e vidro.

Em 2022, a iniciativa da Enel recolheu quase duas mil toneladas de resíduos, dando a eles o destino adequado, evitando o descarte irregular na natureza e bonificando o consumidor pela colaboração.

Somando os resultados dos três estados, de 2019 a 2022, a concessionária abateu R$ 7,8 milhões nas contas de luz de seus clientes. No mesmo período, 68.661 toneladas de CO2 também deixaram de ser jogadas ao meio ambiente.

Em São Paulo, somente no ano passado, as ações beneficiaram 12 mil clientes na Grande São Paulo, que tiveram R$ 775, 5 mil em descontos nas faturas por terem descartado seus resíduos corretamente. A empresa espera estimular a consciência ambiental na população.

Sonia Favero, religiosa das irmãs Franciscanas Angelinas, está entre os muitos adeptos do projeto. Moradora do bairro Sacomã, na cidade de São Paulo, ela explica que foi justamente a questão da consciência ambiental que a levou a procurar um programa que operasse dessa maneira.

“Desde muito tempo eu e a igreja católica da qual faço parte temos lançado campanhas da fraternidade para falar sobre o cuidado com o meio ambiente. Esse assunto sempre me inquietou”, contou ela a Ecoa.

“No Centro Educacional São Francisco de Assis, escola de educação infantil, trabalhamos com materiais reciclados, seja para preparar materiais para as crianças seja para trabalhar outras coisas com eles. Acho que coisas assim, pequenas ações, fazem diferença”, disse.

ecoenelEcopontos da empresa recebem o lixo reciclável e dão a ele o destino adequado - Divulgação - Divulgação
Ecopontos da empresa recebem o lixo reciclável e dão a ele o destino adequado
Imagem: Divulgação

Sonia procurou por empresas que praticam bons hábitos de prevenção a danos na natureza e quando soube do programa da Enel, descobriu que tinha um ponto de coleta próximo à escola e foi visitar.

“Conheci o programa e ali a gente começou a trabalhar com as crianças da escola, incentivando essa questão do cuidado com o meio ambiente. Todas as sextas-feiras são dedicadas a isso. As crianças abraçaram a causa de uma forma surpreendente, toda semana trazem materiais que nós separamos para serem entregues no ponto de coleta”, disse.

Consciência e economia

Embora Sônia não tenha revelado os valores exatos, ela garantiu que o envolvimento dos alunos do processo ajudou a escola de tal maneira, que muitas vezes deixou a conta de luz do local zerada por conta dos pontos recebidos com a entrega do lixo.

Em Santo André, no bairro Parque Capuava, o cozinheiro Luzaldo Ramos também se interessou pelo programa. Ele buscou a companhia por causa de um problema de falta de energia que danificou um eletrodoméstico de sua casa e viu um anúncio da Enel que dizia que era possível economizar na conta de luz e ao mesmo tempo ajudar o meio ambiente.

“Conheci o projeto e gostei. Minha conta de luz, que geralmente vinha R$ 220, baixou muito. Levo muito papelão e eles pagam R$ 0,65 por quilo. O que tiver limpo, seleciono e levo para trocar. Achei o programa muito importante. Eu e minha esposa já temos essa consciência, a gente compartilha o uso da água de forma consciente e a própria energia também, com o cuidado de só ligar as lâmpadas quando entramos nos cômodos”, explicou.

Ecoenel

O programa de chama Ecoenel. Solange Mello, responsável por Sustentabilidade na Enel Distribuição São Paulo, contou a Ecoa que é uma iniciativa que une inovação e sustentabilidade para enfrentar um dos principais desafios globais: a destinação adequada de resíduos sólidos recicláveis.

Segundo ela, o objetivo principal é que os clientes tenham uma consciência ambiental cada vez maior sobre a importância da reciclagem de materiais e que possam, por meio da prática de reciclagem, economizar na conta de luz.

“O programa alia a formação de uma rede de parcerias entre cliente, empresa e reciclador. Nessa dinâmica, o cliente se torna um agente de transformação, ao contribuir para a reciclagem e trazer retorno direto à sociedade e ao meio ambiente, numa perfeita ótica de criação de valor compartilhado”, explica.

O Ecoenel, segundo ela, é viabilizado com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE), da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e é reconhecido pelo Ministério do Meio Ambiente como referência em prática ambiental.

Como funciona a troca

Para participar, basta o cliente levar a conta de luz e se cadastrar em algum ecoponto da área de concessão, que podem ser consultados pelo site. Depois de cadastrado no sistema, o cliente se dirige ao ecoponto mais próximo com os materiais separados e limpos, e a equipe encaminha para o processo de reciclagem com parceiros. O cliente pode receber o bônus na sua própria conta de luz ou destinar a alguma instituição social de sua escolha.

De acordo com a Enel, nesses pontos de troca, os resíduos são pesados e calculados de acordo com o valor praticado no mercado (cada resíduo tem seu valor em quilo, unidade ou litro). Passada essa etapa, a pessoa receberá um comprovante do bônus, que será creditado em sua próxima conta de energia. E, caso o valor da bonificação seja superior ao total da conta, o excedente será creditado automaticamente na fatura seguinte.

Siga Ecoa nas redes sociais e conheça mais histórias que inspiram e transformam o mundo

https://www.instagram.com/ecoa_uol/

https://twitter.com/ecoa_uol

Fonte: Ecoa/UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *