Trabalho voluntário aglutina pessoas de diferentes formações, idades, raças e credos

Vamos juntos transformar nossa sociedade

*Por Roberto Ravagnani.

O trabalho voluntário (engajamento social) tem várias facetas interessantes, difícil achar defeitos nas oportunidades de trabalho voluntário, não por fazer parte deste contexto e trabalhar com este tema, pois realmente as oportunidades são ótimas, o que pode gerar transtornos são as “pecinhas” colocadas para exercer estas atividades, ou seja, nós seres humanos que muitas vezes complicamos as coisas simples.

(foto marcelo camargo – agência brasil)

Uma das facetas interessantes do trabalho voluntário é que aglutina pessoas das mais diferentes formações, criações, idades, raças, cores partidárias, religiões, etc., coloca-os todos juntos em uma mesma atividade com a necessidade de interação e discussão muitas vezes com pontos de vista dispares, mas com um objetivo a ser alcançado em prol de nenhuma das pessoas daquele grupo.

Essa faceta traz uma aprendizagem fantástica do diferente, do contrário, mas que tem que se alinhar para chegar a realização das atividades e todos saem felizes e realizados da prática.

Um exercício de cidadania, pois é assim que se constrói a sociedade, com a convivência, interação, mas na sociedade nem sempre estamos dispostos a abrir mão algumas vezes de nossas convicções para não causar ou entrar em um conflito, quase sempre desnecessário. Se você colocar em prática este, e somente este aprendizado na vida cotidiana, sentirá a diferença de deixar de discutir por causas banais.

O voluntariado é assim, coloca na prática a preocupação com algo maior, o ser humano cuidado, independente de quem possa ser este ser humano, uma prática salutar para a vida e para a criação de uma sociedade mais interessante de se viver.

O voluntariado convida para que juntos possamos fazer esta transformação, devagar, sem pressa, sem querer resultados imediatos, mas que o tempo possa trazer mudanças consistentes e perenes. Afinal de contas estamos aqui neste “planetinha” lindo, que temos estragado bastante, para isso, tentar salvá-lo.

Vou terminar esta semana como na semana passada. Vamos juntos fazer isso? Pois fazer em turma é muito mais gostoso. Você é muito bem-vindo.

*Roberto Ravagnani é jornalista e consultor

Fonte:  Carta Campinas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.