Campanha pelos trabalhadores do McDonald’s é destaque em evento nos EUA

Manifestação da UGT em uma lanchonete do McDonald´s em Votuporanga, interior de SP Foto: UGT

Entre os dias 12 e 15 de maio de 2022, ocorre em Washington, nos Estados Unidos, o “Unions for All”, evento realizado pelo Sindicato Internacional dos Trabalhadores em Serviço (SEIU), no qual centenas de trabalhadores norte-americanos irão se juntar para debater questões trabalhistas. Nessa edição, a diretora do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, Graça Reis, estará presente para compartilhar experiências acerca da situação dos funcionários do McDonald’s no Brasil. Desde o ano passado, o Ministério Público do Trabalho apura os casos de assédio moral e/ou sexual, racismo e LGBTQIA+fobia na rede de fast-food, que estão sendo encaminhados às autoridades pela campanha Sem Direitos Não É Legal, iniciativa que acolhe as vítimas na companhia.

“Oportunidades como essa são importantes na medida em que permitem que possamos compartilhar no Exterior o que ocorre no Brasil com os trabalhadores do McDonald’s, reafirmando a visão de que a cultura de assédio sistêmico na empresa de fast food é problema global”, afirma Rafael Guerra, coordenador da campanha Sem Direitos Não É Legal.

O evento nos Estados Unidos pretende reunir centenas de trabalhadores, tanto de forma presencial quanto online. Serão realizadas rodas de conversa e workshops, além de uma plenária de arte e ativismo.

Denúncias no Brasil

Os casos de assédio sexual, assédio moral e racismo contra trabalhadores no McDonald’s do Brasil têm despertado a atenção da Justiça nos últimos anos. No final de junho, o Ministério Público do Trabalho (MPT) determinou a abertura de inquérito civil para apurar denúncias contra a empresa no Brasil.

A decisão foi tomada pela Procuradoria Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo, que em despacho apontou a requisição de documentos e informações, depoimentos, certidões, perícias e demais diligências para análise e posterior apresentação de uma ação civil pública para apurar as responsabilidades da empresa. A denúncia contra a empresa foi apresentada pela União Geral dos Trabalhadores (UGT).

Sobre a campanha Sem Direitos Não É Legal

A campanha “Sem Direitos Não É Legal” faz parte de uma iniciativa global pelos direitos dos trabalhadores do McDonald’s, que se concentra nas violações às leis brasileiras, práticas anticoncorrenciais de “social dumping” e desrespeito contínuo aos direitos trabalhistas básicos. A campanha luta por mais segurança no trabalho, no caso específico, as redes de fast-food; fim do acúmulo de funções, pagamento de insalubridade e combate ao assédio sexual e moral, ao racismo e à LGBTQIA+fobia. A iniciativa conta com o apoio das centrais sindicais UGT, CUT e apoio e conexão global com a União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação (UITA) e com o sindicato norte-americano SEIU (Service Employees International Union).

Acompanhe as redes sociais da campanha Sem Direitos Não É Legal:

Fonte: Rádio Peão Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.