Curso sobre o e-Social tranquiliza participantes e esclarece sobre mudanças

O novo curso da parceria SEAAC Campinas e Região com a FEAAC realizado nesta quarta-feira, dia 14 de setembro, ajudou a tranquilizar os participantes sobre a futura implantação do e-Social, um sistema do Governo Federal que tem por objetivo a coleta de informações para utilização para de fins trabalhistas, previdenciários, fiscais e de apuração de tributos e do FGTS. Ministrado pelo palestrante Gilson Gonçalves e com o tema “Entendendo e Implantando o e-Social”, o curso veio mostrar que a partir de 2018, com a implantação do e-Social, não será mais possível dar aquele “jeitinho” na contabilidade e na folha de pagamento da empresa. Vai ser preciso seguir as regras do sistema e se enquadrar no padrão de informações e prazos para ficar livre de multas pesadas.

Segundo Gilson os prazos previstos não são impossíveis de serem cumpridos, mas será preciso mudar a consciência e a prática comum de muitas empresas de deixar tudo para a última hora e de dar uma “maquiada” nas informações.

Para Elizabete Prataviera, presidente do SEAAC Campinas, a frequência dos cursos tem se mantido, o que mostra o acerto do Sindicato e da Federação em proporcionarem uma formação e qualificação mais ampla aos trabalhadores. “A maioria dos participantes vem de escritórios de contabilidade e todos pertencem às categorias representadas pelo SEAAC. O pessoal tem elogiado muito”, comemorou Elizabete.

Murilo Souza Soares, da Nadalete e Pereira Contabilidade, estava participando pela primeira vez de um curso dos módulos oferecidos pelo SEAAC Campinas e pela FEAAC. Eu soube que teria um curso do e-Social com esse palestrante e me interessei. Já tinha feito outro curso sobre o e-Social, mas não acrescentou quase nada. Agora estou aprendendo muitas coisas que nem vi no outro curso e que estão sendo importantes. Eu e o pessoal da empresa pensamos em nos sindicalizar porque o custo dos cursos para sindicalizados é bem mais baixo”, observou Murilo.

Participando pela quinta vez dos cursos de Gilson Gonçalves, Arlley Almeida dos Santos disse que no primeiro curso sobre o tema, realizado pelo SEAAC Campinas no final de 2015, os participantes puderam ver o que estavam fazendo de errado e conhecer os prazos de todo o sistema. “Agora ele está ensinando como trabalhar com tudo o que já fazemos e como colocar no arquivo que vai ser enviado para o sistema. A prática nós já temos que fazer e aprendendo a colocar no sistema e deixar enquadrado vai nos dar tranquilidade quando for o momento de trabalhar com o e-Social e cada prazo. Isso já vai estar na nossa rotina.  O curso não é cansativo, porque o Gilson é didático, tem jeito para passar as informações de forma objetiva”, avaliou Arlley.

Outra participante, Priscila Cruz de Paula Moreira, da APV Contabilidade, participou dos outros cursos e confessou que até agora tinha receio quando fosse implantado o e-Social. “Agora estamos vendo que o negócio é se adequar às novas regras. Acho que o maior problema vão ser os clientes que quiserem resistir à mudança. Hoje ainda conseguimos dar um “jeitinho”, mas com a entrada do sistema, todo mundo vai ter que entrar na lei e seguir. Todos os empregadores já foram empregados um dia e sabem como isso funciona. Quem não se adequar vai levar multa”, avisou Priscila.

Próximo curso
O próximo tema a ser discutido dentro da programação de cursos do SEAAC Campinas em parceria com a FEAAC é Férias Coletivas e 13º Salário, com data prevista para o dia 9 de novembro, das 8h30 às 17 horas, no Park Hotel Residence.

Programa
Primeira Parte: Férias Coletivas
1 – Conceitos Iniciais
2 – Requisitos para concessão
3 – Empregados menores de 18 anos e maiores de 50 anos
4 – Empregados contratados há menos de um ano
5 – Empregados contratados há mais de um ano
6 – Anotação em ficha de registro e na Carteira de Trabalho e Previdência
Social (CTPS)
7 – Contagem e início das férias coletivas
8 – Cálculo do Valor a ser pago pelo Empregador:
– Salário Fixo
– Insalubridade
– Periculosidade
– Adicional Noturno
– Horas Extras
– Comissões
9 – Pagamento – Prazo
– Primeira Parcela
– Segunda Parcela
– Ajuste – Salário Variável

Segunda Parte: 13º Salário
1 – Direito e Apuração de avos
2 – Afastamento durante o ano
– Doença
– Acidente de Trabalho
– Empregado Preso
– Licenças
3 – Salário Maternidade
– Procedimentos para apuração dos avos
– Cálculo do valor a ser pago pelo empregador
– Cálculo do Valor a ser compensado na GPS
4 – Primeira parcela – pagamento
5 – Pagamento por ocasião das férias
6 – Segunda parcela – pagamento
7 – Ajuste
8 – Cálculo
9 – Integral e Proporcional
10 – Cálculo
11 – Salário Fixo e Salário Variável
12 – Encargos Sociais – INSS e FGTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *