Doria propõe tirar R$ 454 milhões da Ciência e dar R$ 300 milhões extra para juízes do TJ-SP

Depois de afirmar em vídeo, ao lado do presidente da Fapesp, Marco Antonio Zago, que os recursos da Fapesp (Fundação de Amparo a Pesquisa de São Paulo) estariam garantidos e que o governo pretendia investir pesado na Ciência, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), mandou uma proposta de Orçamento para 2021 que prevê um corte de R$ 454 milhões de verbas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). (LINK)

(foto div – tjsp)

Ao mesmo tempo em que tenta retirar recursos dos investimentos da Ciência, Doria solicitou ao presidente da Assembleia, Cauê Macris (também do PSDB), que acrescente R$ 300 milhões na proposta de orçamento de 2021 para o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). (LINK) O mesmo TJ que, segundo reportagem, usa verba ‘invisível’ para regalias dos magistrados (Link).

Para a pesquisadora e membro do conselho da Fapesp Mayana Zatz, o valor que será confiscado significa 30% dos recursos da Fapesp. “É uma quantia enorme. Várias bolsas que estavam congeladas ou não aprovadas, foram aprovadas logo em seguida, todo mundo festejou, e de repente a gente tem esse balde de água gelada. A gente perder o recurso da Fapesp vai ser um desastre para ciência de São Paulo, pra ciência brasileira”, afirmou ao portal G1. Doria alega que vai retirar no orçamento, mas depois vai devolver o dinheiro da Fapesp. Acredite se quiser!

Fonte: Carta Campinas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.