Funcamp propõe ZERO de reajuste e SEAAC Campinas rejeita

O SEAAC Campinas e Região rejeitou a proposta que classificou de “indecente”, apresentada nesta quinta-feira, dia 10 de dezembro, pela Funcamp – Fundação de Desenvolvimento da Unicamp – para a Campanha Salarial dos trabalhadores e trabalhadoras, que tiveram sua data-base me 1º de agosto.

“Foi aquela choradeira de sempre, sem dinheiro, SUS não repassa, com a Covid ficou pior, etc. Eles ficaram de apresentar nova proposta, mas não deram prazo. Zero de reajuste é um absurdo e consideramos inaceitável. Não vamos nem levar a proposta para a assembleia”, disse Elizabete Prataviera, presidente do Sindicato.

O INPC do IBGE registrou uma inflação de 2,69% para o período de 1º de agosto de 2019 a 31 de julho de deste ano. A Funcamp sequer ofereceu esse índice, que foi o garantido na CCT já assinada com o sindicato patronal de Contabilidade e Assessoramento, que inclui a Fundação da Unicamp.

A diretoria do SEAAC Campinas solicitou que a Funcamp se reúna para debater um acordo sério de recomposição das perdas, inclusive de trabalhadores que tiveram redução de jornada e suspensão de contrato em razão da Pandemia de Covid.

Segundo Elizabete Prataviera, as negociações continuam abertas a espera de nova proposta que mereça e justifique sua apresentação em assembleia dos trabalhadores.

Enquanto o Acordo Coletivo é discutido, todas as cláusulas atuais do ACT continuam valendo como garantia para os funcionários e funcionárias da Funcamp.

Trabalhadora, trabalhador, qualquer dúvida, ou sugestão sobre a proposta de Acordo Coletivo, entre em contato com o SEAAC Campinas e Região pelo telefone (19) 3213-1742, ou pelo e-mail: [email protected].

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.