SEAAC Campinas rejeita 3% de reajuste oferecido pela Funcamp

As cláusulas do atual Acordo Coletivo de Trabalho continuarão valendo até que se chegue a um índice aceitável

O SEAAC Campinas e Região rejeitou na semana passada, a proposta de reajuste salarial sugerido pela Fundação de Desenvolvimento da Unicamp – Funcamp, de 3%. A data base da categoria foi em 1º de agosto. O índice já concedido à categoria de Assessoramento pelo Sindicato patronal foi de 9%, considerado pelo Sindicato o mínimo a ser seguido pela Funcamp.

A rodada de negociação ocorreu no dia 21 de outubro, após a diretoria do Sindicato enviar ofício à Funcamp comunicando o reajuste concedido à categoria.

Os representantes da Fundação ofereceram como proposta, a manutenção de todas as cláusulas do Acordo com reajuste de 3% em todas as cláusulas econômicas. O argumento seria o de que a Funcamp enfrenta “dificuldades financeiras”, decorrentes da pandemia, principalmente na área da Saúde, onde se concentra grande parte de seus trabalhadores e trabalhadoras.

A presidente do SEAAC Campinas, Elizabete Prataviera esclareceu que seria inviável um acordo nestes termos, tendo em vista que a Convenção Coletiva de Trabalho da categoria já foi assinada, com aumento de 9,0% nas cláusulas econômicas, apresentando parâmetros mínimos que devem ser repassados aos trabalhadores.

Ficou acordado que no período em que estiver sendo discutido o índice de reajuste, todas as cláusulas do Acordo Coletivo continuarão sendo cumpridas. Também foi decidido comum acordo para ajuizamento de ação de Dissídio Coletivo de natureza econômica, caso se esgotem as possibilidades de negociação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.