Marcha da Consciência Negra muda de horário em São Paulo por causa da Copa e do Enem

A manifestação terá início às 10h, no Masp, na Avenida Paulista. Em outros anos, o evento ocorreu às 17h

IMG_0043-1-1080×720(1)
Mobilização em 2021 registrada em São Paulo – Imagem: Roberto Parizotti

Diante da abertura da Copa do Mundo e da segunda prova do Enem na tarde de domingo (20), o movimento negro mudou o horário da 19ª Marcha da Consciência Negra de São Paulo. A manifestação terá início às 10h, no Masp, na Avenida Paulista. Em outros anos, o evento ocorreu às 17h.

Sob o mote “Por um Brasil e uma São Paulo com democracia e sem racismo”, o movimento pretende lembrar a derrota de Jair Bolsonaro (PL) nas urnas para Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Importante estarmos na rua. Temos que celebrar a queda do governo de Bolsonaro, nós derrubamos Bolsonaro, a força do movimento negro impôs uma derrota ao genocida. Agora, é nos juntarmos nas ruas e nos organizarmos para o próximo período”, afirmou Douglas Belchior, fundador da Uneafro. Ele acompanha a delegação da Coalizão Negra por Direitos que está no Egito participando da COP27.

Além de lembrar a vitória de Lula, o movimento negro também protestará contra a retirada de câmeras dos policiais militares, medida anunciada ainda em campanha pelo governador eleito em São Paulo, o fluminense Tarcísio de Freitas (PL).

“Agora, em São Paulo temos um herdeiro do bolsonarismo, que é Tarcísio de Freitas, próximo governador, que já fala em tirar as câmeras dos policiais, medida que comprovadamente derruba a letalidade policial e, por consequência, garante a vida do nosso povo. Nenhum recuo agora, vamos para a rua”, convocou Belchior.

Zumbi dos Palmares

O Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra marca a data em que o líder negro Zumbi dos Palmares foi morto em uma emboscada no ano de 1695. Apesar de ser um dia de simbolismo histórico, o Brasil ainda não estabeleceu a data como feriado nacional.

Assim, o dia é celebrado apenas localmente, em Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro. Também é feriado municipal em 1.260 cidades brasileiras. Como o Brasil tem 5.568 municípios, o Dia da Consciência Negra é, portanto, feriado em 29% das cidades do país.

O dia entrou para o calendário oficial de efemérides do Brasil em 2003, quando foi aprovada lei que estabeleceu a obrigatoriedade do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira nas escolas. Em 2011, o governo editou um novo decreto estabelecendo a data como Dia Nacional de Zumbi.

No início do mês, o Senado aprovou o projeto que torna 20 de novembro um feriado nacional, por meio do Projeto de Lei Suplementar (PLS) 482/2017. O projeto ainda precisa ser aprovado pela Câmara, com sanção da Presidência da República.

O Senado tem ainda outros projetos de lei já aprovados com o objetivo de combater o racismo. Um deles (PLS 787/2015) inclui as motivações de preconceito racial e sexual como circunstâncias agravantes de pena para qualquer tipo de crime; outro proíbe agentes de segurança pública ou particular de adotarem ações baseadas em preconceito (PL 5.231/2020), e outros dois (PL 4.373/2020 e PL 4.566/2021) tipificam a conduta de injúria racial.

Confira a agenda de mobilizações no estado de São Paulo

Capital
19ª Marcha da Consciência Negra de São Paulo
Concentração às 10h, marcha às 11h
Vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), Avenida Paulista, 1578, na Bela Vista, São Paulo (SP)

Campinas
21ª Marcha Zumbi dos Palmares de Campinas
Concentração na Estação Cultura, às 10h, com fala dos representantes das religiões de matriz africana, cortejo pela rua 13 de Maio com apresentações da cultura de matriz africana e encerramento no Largo do Rosário, no centro de Campinas (SP)

Guarulhos
17ª Marcha da Consciência Negra de Guarulhos
O ato terá concentração às 9h no Marco da Consciência Negra, localizado na confluência das ruas Lucila, Anita Guastini Eiras e Arminda de Lima (próximo à Praça dos Estudantes) e percorrerá as principais ruas da região central, destacando os pontos históricos da presença negra de Guarulhos (SP)

Mongaguá
VI Marcha da Consciência Negra da Baixada Santista
Concentração às 14h, na Praça Dudu Samba (Avenida Dudu Samba 52-280), no centro de Mongaguá (SP)

Taubaté
Atividade didática e cultural
10h às 18h, na Praça Monsenhor Silva Barros (Praça da Eletro)


Fonte: Rede Brasil Atual/com informações de Brasil de Fato, Valor Econômico, CUT e Agência Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.