População de Campinas será obrigada a usar máscaras a partir do dia 21 de abril

O Diário Oficial de Campinas desta quinta-feira, 15 de abril, publicou um decreto com novas medidas preventivas e restritivas no atendimento ao público para os locais considerados essenciais e autorizados para manter suas atividades durante o período de quarentena no município.

(foto fernando frazão – ag brasil)

Com o objetivo de reduzir a disseminação do coronavírus na cidade, algumas medidas já estão valendo, como limitar o número de clientes em atendimentos, evitando a aglomeração pessoas.

Já no caso do uso obrigatório de máscara, que só entra em vigor a partir do dia 21 de abril, o decreto determina que os estabelecimentos de serviços considerados essenciais não poderão atender clientes que não estejam usando máscaras de proteção.

Veja as medidas para os serviços que funcionam durante a quarentena:

1. Promover a demarcação no solo, nos espaços destinados às filas de clientes em atendimento, para que permaneçam em espera a uma distância mínima de um metro, uns dos outros.
2. Limitar o número de clientes em atendimento, evitando a aglomeração de pessoas, fixando a permanência de no máximo duas pessoas por grupo familiar e limitando o uso do espaço dos estabelecimentos, destinado ao atendimento de clientes, a no máximo uma pessoa para cada cinco metros quadrados.
3. Impedir o atendimento de clientes que não estejam usando máscaras de proteção.
4. A fiscalização será de responsabilidade não só dos fiscais da prefeitura como do comerciante, inclusive quando a fila estiver fora do estabelecimento.

O decreto também recomenda ao comércio a instalação de barreiras
físicas de vidro, acrílico ou similar para evitar a transmissão do Covid-19.

Fonte: Carta Campinas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.