Por igualdade

As comemorações do Mês da Mulher continuam na próxima sexta-feira, dia 22 de março, com a exibição do filme Terra Fria, debate com Juliana do CEAMO, uma realização Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres – CMDM. A atividade acontecerá no Salão Vermelho da Prefeitura de Campinas, a partir das 13 horas, na Avenida Anchieta, 200, Centro.

 

Sinopse

Baseado em uma história real, o filme Terra Fria narra o drama de Josey Aimes, uma mulher que tem a ousadia de abandonar o marido que a espancava para procurar um emprego e sustentar sozinha seus dois filhos. Para conseguir chefiar essa família, ela resolve trabalhar numa mineradora de ferro no interior do estado de Minnesota, nos EUA.

 

As provocações e xingamentos da maioria masculina da mina contra as poucas mulheres que trabalham no local tornam-se insuportáveis. Os abusos cometidos pelos colegas vão desde os comentários maliciosos e “brincadeiras sexuais” rabiscadas nas paredes e ditas nos intervalos de almoço até as investidas sexuais de seus superiores.

As reclamações de Josey não têm eco e a única resposta que ela recebe é que peça demissão caso não esteja gostando do trabalho. Josey decide então entrar com uma ação judicial contra a empresa. Foi a primeira ação coletiva por assédio sexual dos Estados Unidos, um marco histórico que influenciou outros processos judiciais e lutas feministas no país e no mundo.

 

O filme é baseado no livro de Clara Bingham e Laura Leedy Gansler, Ação de classe: a história de Lois Jensen e o caso que mudou a Lei do Assédio Sexual. O livro conta a história de Lois Jensen, que decidiu processar a mineradora Eveleth Taconite. Depois do esforço para convencer outras mulheres que trabalhavam na empresa a aderirem à ação coletiva, em 1998, uma década depois do ocorrido, a empresa teve que pagar às trabalhadoras uma indenização de US$ 3,5 milhões.

 

Neste ano as mulheres trabalhadoras tiveram seu dia celebrado e comemorado com diversas atividades que tiveram a participação e a promoção do SEAAC de Campinas e Região. No dia 8, dia Internacional da Mulher, as mulheres que compareceram ao SEAAC Campinas foram recebidas com um botão de rosa e um bombom. Também na sexta-feira, a diretora e Secretaria Geral do SEAAC de Campinas, conselheira titular do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Luciana P. Franco, representou, ao lado da Secretaria Social e de Formação Sindical, Dyane Vieira Coelho e da Secretaria da Mulher, Criança e Adolescente, Regiane Barbosa Vianei Marcattona, o Sindicato durante a Sessão Solene em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, realizada pela Câmara Municipal e da atividade promovida pelo Sindicato do Comércio que levou para o Centro de Campinas serviços como medição de pressão e auto-exame de mama. 

 

À noite, ainda no dia 8, Luciana P. Franco compareceu ao MIS para ver a exibição de filmes sobre o papel da mulher e exposição fotográfica em homenagem a João Zinclar, fotógrafo dos movimentos sociais morto em janeiro deste ano. O evento teve o apoio do SEAAC Campinas.

 

No sábado, dia 9, a diretora do SEAAC participou da Caminhada pelo centro e do ato público promovida pelo Movimento de Mulheres de Campinas.

 

Serviço

Exibição do filme Terra Fria, debate com Juliana do CEAMO

Data: 22 de março

Horário: das 13:00 às 18:00

Local: Salão Vermelho da Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.